logo
Entre em contato e saiba mais sobre como a DataUnique pode transformar seu negócio.

Fale Conosco

contato@dataunique.com.br
(62) 3932-2500
banner-winthor-sidebar
 

VMware – vCenter Server

VMware – vCenter Server

banner-winthor-header

O que é? Quais suas Funcionalidades?

Neste tutorial será abordado o que é, quais as funcionalidades principais que o VMware possui, e o porquê de ser uma ferramenta importante para administração do ambiente TI da sua empresa.

O tutorial visa:

– Explicar de uma forma simples o que é o VMware – vCenter Server.
– As principais funcionalidades que ele oferece.

  • O que é o VMware ?

Uma introdução aos componentes e recursos do VMware vSphere para entender as partes e como elas interagem.

O VMware vSphere inclui os seguintes componentes e recursos.

-VMware ESXi

Uma camada de virtualização que é executada em servidores físicos, que abstraem processador, memória, armazenamento e recursos destes servidores, onde é possível alocar e realocar os recursos em diversas máquinas virtuais.

Abaixo, uma imagem de como é essa camada virtualizada num servidor físico, após instalação do VMware ESXI 6.0.

 

 

– VMware vCenter Server

O ponto central para configurar, provisionar e gerenciar ambientes de TI virtualizados. Ele fornece serviços essenciais de Datacenter, como controle de acesso, monitoramento de desempenho e gerenciamento de alarmes.

O VMware vCenter Server fornece uma plataforma escalável e extensível de gerenciamento da virtualização. Com o VMware vCenter Server, as organizações de TI obtêm:

  • Gerenciamento centralizado: O vCenter Server permite que as empresas de TI organizem, provisionem e configurem com rapidez todo o ambiente de TI por meio de uma interface única, reduzindo os custos operacionais. O monitoramento preciso e consistente do desempenho de todos os componentes críticos — incluindo CPU, memória, armazenamento e rede — fornece os detalhes de que os administradores precisam com uma interface gráfica simples.

 

 

  • Automação operacional: A programação de tarefas e de alertas melhora a agilidade de resposta às necessidades dos negócios e prioriza as ações que exigem atenção mais urgente.

 

 

  • Disponibilidade e gerenciamento de recursos. Com o VMware vCenter Server, os administradores podem configurar e gerenciar o VMware vMotion™, o Storage vMotion, o VMware High Availability (HA) e o Fault Tolerance.

Cada uma destas funcionalidades, serão exploradas mais a frente neste tutorial, com mais informações a respeito.

  • Níveis mais altos de segurança: Aplicação automática de conformidade com padrões de patch pelo uso do VMware vCenter Update Manager, o que permite que as organizações protejam a infraestrutura virtual contra vulnerabilidades.

– VMware vSphere Client

Uma interface que permite aos usuários se conectarem remotamente ao vCenter Server ou ao ESXi de qualquer PC com Windows.

No momento da instalação é necessário inserir uma senha para o usuário “root”, assim na interface do VMware vSphere Client, basta colocar o IP do servidor, usuário e senha.

 

 

– VMware vSphere Web Client

Uma interface da Web que permite aos usuários se conectarem remotamente ao vCenter Server a partir de uma variedade de navegadores e sistemas operacionais.

Com esta opção, o administrador de redes da empresa não fica preso a uma única máquina com o VMware vSphere Client instalado, podendo acessar via web de qualquer máquina que esteja disponível para uso, de forma mais rápida, por conta de não ser preciso realizar nenhum tipo de instalação.

  • Ferramentas e funcionalidades.Conforme mencionado acima, através do vCenter Server é possível configurar e gerenciar algumas funcionalidades e recursos, entre eles o VMware vMotion™, o O VMware® Distributed Resource Scheduler (DRS), o VMware High Availability (HA) e o Fault Tolerance.

-VMware vMotion:

O VMotion permite aos usuários:

– Otimizar e alocar automaticamente pools inteiros de recursos, possibilitando utilização de hardware,flexibilidade e disponibilidade máximas.
– Realizar manutenção de hardware sem tempo de inatividade programado.
– Migrar máquinas virtuais de forma proativa, retirando-as de servidores com falhas ou baixo desempenho.

Como funciona o VMotion?

-A migração em tempo real de uma máquina virtual de um servidor físico para outro com o VMotion é possibilitada por três tecnologias subjacentes.

Primeiro, todo o estado de uma máquina virtual é encapsulado por um conjunto de arquivos armazenados em uma storage compartilhada como Fibre Channel, SAN (Storage Area Network, rede de armazenamento de dados) iSCSI ou NAS (Network Attached Storage, armazenamento conectado à rede). O VMware Virtual Machine File System (VMFS) em cluster permite que várias instalações do ESX Server acessem simultaneamente os mesmos arquivos em uma máquina virtual.

Segundo, a memória ativa e o estado preciso de execução da máquina virtual são transferidos rapidamente por uma rede de alta velocidade, permitindo que a máquina virtual transfira instantaneamente sua execução do ESX Server de origem para o ESX Server de destino. O VMotion torna o período de transferência imperceptível para os usuários, mantendo o controle das transações contínuas de memória em um bitmap.

Quando toda a memória e o estado do sistema tiverem sido copiados para o ESX Server de destino, o VMotion suspende a máquina virtual de origem, copia o bitmap para o ESX Server de destino e reinicia a máquina virtual no ESX Server de destino. Todo esse processo leva menos de dois segundos em uma rede Gigabit Ethernet.

Terceiro, as redes em uso pela máquina virtual também são virtualizadas pelo ESX Server subjacente, garantindo que mesmo após a migração, a identidade e as conexões de rede da máquina virtual sejam preservadas. O VMotion gerencia o endereço MAC virtual como parte do processo. Quando a máquina de destino é ativada, o VMotion notifica o roteador da rede, para garantir o reconhecimento da nova localização física do endereço MAC virtual. Uma vez que a migração de uma máquina virtual com o VMotion preserva o estado preciso de execução, a identidade e as conexões ativas de rede, o resultado é tempo de inatividade zero e nenhuma interrupção para os usuários

– VMware High Availability (HA):

Como funciona o VMware HA?

O VMware HA monitora continuamente todos os servidores em um pool de recursos e detecta possíveis falhas de servidor. Um agente localizado em cada servidor mantém um “heartbeat” com os outros servidores no pool de recursos, e uma perda de “heartbeat” aciona o processo de reinicialização de todas as máquinas virtuais afetadas em outros servidores. O VMware HÁ garante que haja sempre recursos suficientes disponíveis no pool de recursos, permitindo reinicializar as máquinas virtuais em outros servidores físicos em caso de falha de servidor.

A reinicialização das máquinas virtuais é possibilitada pelo sistema de arquivos em cluster do Virtual Machine File System (VMFS), que fornece a várias instâncias do ESX Server acesso simultâneo de leitura/gravação aos mesmos arquivos de máquinas virtuais. O VMware HA é facilmente configurado para um pool de recursos com o VirtualCenter.

Principais recursos do VMware HA

-Detecção automática de falhas de servidor. Automatize o monitoramento da disponibilidade dos servidores físicos.
O HA detecta falhas de servidor e aciona a reinicialização das máquinas virtuais sem qualquer intervenção humana.

-Verificações de recursos. Garanta que haja capacidade sempre disponível para reinicializar todas as máquinas virtuais afetadas por uma falha de servidor. O HA monitora continuamente a utilização da capacidade e “reserva” capacidade extra, de forma que seja possível reinicializaras máquinas virtuais.

-Reinicialização automática de máquinas virtuais. Proteja qualquer aplicativo com a reinicialização automática em outro servidor físico do pool de recursos.

-Escolha inteligente de servidores (quando utilizado com o VMware Distributed Resource Scheduler (DRS)). Automatize posicionamento ideal das máquinas virtuais reinicializadas após uma falha de servidor.

Diferença entre VMware HA e Fault Tolerance:

VM HA: O failover fornecido pelo HA reinicia as máquinas virtuais afetadas por uma falha.

Fault Tolerance: Quando uma VM Secundária é chamada para substituir sua contraparte da VM Primária, a VM Secundária assume imediatamente a função da VM Primária preservando todo o estado da máquina virtual. Os aplicativos já estão em execução e os dados armazenados na memória não precisam ser reinseridos ou recarregados.

– VMware Distributed Resource Scheduler (DRS)

Como funciona o VMware DRS?

O VMware DRS aloca e equilibra dinamicamente a capacidade computacional entre conjuntos de recursos de hardware agregados em pools lógicos de recursos. O VMware DRS monitora continuamente a utilização nos pools de recursos e aloca os recursos disponíveis de forma inteligente entre as máquinas virtuais.

O VMware DRS permite aos usuários definir as regras e as políticas que decidem como as máquinas virtuais compartilham recursos e como esses recursos são priorizados entre as diversas máquinas virtuais. Quando uma máquina virtual passa por um aumento de carga, o VMware DRS primeiro avalia sua prioridade em relação às regras e políticas estabelecidas de alocação de recursos e, se for justificado, aloca recursos adicionais.

Os recursos são alocados à máquina virtual, migrando-a para outro servidor com mais recursos disponíveis ou criando mais “espaço” para ela no mesmo servidor, com a migração de outras máquinas virtuais para servidores distintos. A migração de máquinas virtuais em tempo real para outros servidores físicos é executada de forma totalmente transparente para os usuários finais, com o VMware vMotion.

Gustavo Souza

gustavo.souza@dataunique.com.br

Nenhum Comentário

Escreva um Comentário

Comentário
Nome
Email
Website